sábado, 29 de setembro de 2007

Tento escrever algo que não esteja relacionado a ti, escrever algo sobre outro alguém, ler sem pensar na tua existência .
A tua voz interrompe o meu pensamento , a tua imagem intervem na minha visão quando tento ver para além do horizonte, na tentativa de encontrar um "escape" da tua Alma.
Segues-me como vento, persegues-me como sol, aprisionas-me no teu mundo como garras de um fera e afogas-me com a tua ausência como o mar.

4 comentários:

Claudia disse...

obrigado pelo comentário!
prometo q vou dar uma olhadela pelo blog :)

beijo

Bruna disse...

Escreves mesmo bem Bá (já aprendi)! : )

Anónimo disse...

Bem, que posso eu dizer perante tais textos...
Que estão muito bem escritos???
Tu já o sabes...
Que fales de alguem um tão pouco distante???
Tu tb já o sabes...
Que comentário posso eu fazer quando existe perfeição???


Ricardo Costa

Anónimo disse...

Mesmo Lindo ^^

Parabêns @

Ernesto Sousa