segunda-feira, 29 de junho de 2009


Há uma verdade que te cega e cala, que apenas nos gestos, admites que existe muito mais do que olhares e segredos.
Na boca dos outros eu não te reconheço, falam mas não os oiço, são palavras que não vão ao teu encontro, que são o oposto da realidade que construí de ti, melodias silenciadas, discursos distorcidos.
Podem tentar, ou somente avisar, porém é contigo que mais Eu me sinto, sem vontade de partir, de esconder ou recear, apenas ficar e deixar que tudo não passe de um mundo do qual nós não pertencemos, por mais que nos chamem.

6 comentários:

Beatriz Cró disse...

Preencham-nos.

Filósofo de Merda disse...

é necessário por vezes, ter os pés na terra , como sempre digo. Mas isso não quer dizer que esteja impedido de olhar o céu da noite.

Débra disse...

Gostei muito.
Beijinho *

Penguin disse...

Fala-me destes sentimentos todos menina ;)

Purple disse...

perfeito :D
adorei

*

as velas ardem ate ao fim disse...

Bons momentos é o que te desejo.

um bjo