terça-feira, 7 de abril de 2009


Acordei sem pensar, tentei não levantar, afinal o sonho estava longe de acabar.
Olhavas-me nos olhos sem qualquer pudor, sabias que mesmo de sorriso nos lábios, dos olhos não poderia esconder a minha dor.
Eu não oculto, apenas me protejo, é falta de compreensão, é o desejo que fazes apenas meu, quando na verdade, sempre nos pertenceu.
Não me odeies por te enganar, não me receies por te amar...
Acredito não ser capaz de te afastar, porque mesmo sem hora, ou lugar, acabo sempre por te encontrar.

Foto:www.olhares.com/LiBettencourt

5 comentários:

ash. disse...

que saudades*

juro que nunca consigo dar uma opinião quanto ao qu escreves, consegues ser simples, directa e bastante cativante.

adorei.

SaraPereira. disse...

Bem, adorei as tuas palavras, simples mas tão completas.
Acho que terás a minha presença por estes lados, mais algumas vezes.
*

Joana Éme. disse...

Tiras-me as palavras, Pandora.

L!NGU@$ disse...

Vim cá parar sem querer e gostei. :)

Photo & music disse...

Adorei o post :)
Um beijinho *