sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Trocadilho mal dito / maldito


Presença inexistente, ausência inexplicável.
Quando presente tudo é, mas na sua ausência tudo deixa de ser e tudo falta.
Tão longe mas tão perto te sinto.
O que se podia resumir em poucas palavras, descrevo em todas as folhas do meu caderno. Torno o simples no complicado e o complicado no fácil de entender.
O que me interessa é o que vivo agora mas, o que esse agora pode implicar no meu futuro?
Um mau viver, talvez. (In)felizmente é a maneira que conheço para viver a única vida que tenho.
Mal dito é este trocadilho que pouco diz e muito confunde e maldito seja por tanto dizer e pouco explicar.

Foto:http://www.olhares.com/oaiolinda

1 comentário:

Catarina F. disse...

texto mt bem conseguido ;)
interessante!
**