segunda-feira, 6 de outubro de 2008


Escreves comigo?
Junta-te a mim e diz-me como escrever o próximo parágrafo, lembra-te que esta história não é só minha...
Em tempos julguei que escrever um conto era muito simples, começava pela introdução, continuava no desenvolvimento e acabava no fim.
Sabes que mais?
Quando cheguei ao desenvolvimento, já não tinha personagens para escrever o fim...
Parece brincadeira, mentira?
Não é, há alturas em que não faz sentido continuar numa história que não nos pertence, quando sabemos que a próxima página não será escrita com a mesma convicção da primeira.
Fecha esse livro, guarda-o na prateleira, nunca o deites fora, sabes bem que sempre fará parte de ti, mas não deixes que isso te impeça de começar de novo.
Porém desta vez não te iludas, não comeces a escrever a pensar no fim, é o pior erro que podes cometer.

1 comentário:

Teddy disse...

como eu te entendo...
parabens plo talento!