domingo, 4 de novembro de 2007

Lápis de cor.



Faço um esboço da minha vida, dou-lhe pouca cor, faço daquele rascunho um conto pouco feliz da minha vida, demasiado dramático quando já passei momentos tão bons junto daqueles que mais amo.
Avalio o esboço, penso um pouco, e desta vez pego nos lápis mais coloridos que tenho no estojo e numa folha ainda por escrever e recomeço do zero.
Agora, vejo que afinal a minha vida só é assim tão infeliz, como a retratei, porque assim o desejo, porque caso contrário posso sempre pegar nos meus lápis mais coloridos e pintar um novo desenho, fazer de um conto pouco animador um conto de fadas, mas mais real que isso, e sem um final trágico como todas as historias que já escrevi.
A partir de agora usarei os lápis com cores mais bonitas, mais alegres, que façam do meu desenho um retrato de uma vida, que apesar de imperfeita, pode ser sempre melhor, caso esteja disposta a lutar para atingir esse mesmo fim.
Quanto aos lápis menos coloridos vou deixa-los no mesmo sítio porque apesar de preferir esboçar um conto feliz, não posso evitar desenhar momentos tão felizes quanto desejava.

2 comentários:

Kate disse...

=] gosto de ver alguma positividade em ti... acho que só te faz bem.

Adoro-te

Anónimo disse...

Linda,

A vida tem que ser vivida com muita "côr".

Pelo simples facto de teres saúde, por teres amigos e por poderes sonhar.

Vive cada experiencia com alegria,pois estás na melhor fase da tua vida: onde podes cair e levantar,voltar atrás e recomeçar.

Ainda só tens 15 anos.

Muitos beijos coloridos da tua mãe