domingo, 21 de outubro de 2007

O jardim.


Passo pelo nosso jardim. Olho em volta, mas não te vejo, procuro-te no sítio do costume, mas já não te encontras onde te deixei.
Já não oiço o som da tua gargalhada, já não sinto o teu cheiro que vinha com a brisa, não te conto todos os meus segredos, nem tu me contas os teus.
Faz-me alguma confusão, os sítios onde estive contigo, agora são meros sítios de passagem, onde um dia fui feliz do teu lado. Queria passar todos aqueles momentos novamente, poder ver-te de novo no mesmo lugar em que te deixei, ouvir a tua gargalhada, ouvir os teus segredos mais secretos e contar-te aquilo que só a ti estava destinado.

1 comentário:

Sergio disse...

N sei pk...mas este marcou me!!! PARABENS